Cream Custard Tart – What you have to eat in Lisbon – Part 2/ Pastéis de Nata – O que não pode deixar de comer em Lisboa – Parte 2

This post is written in Portuguese and English. Este post está escrito em Português e em Inglês.

Cream Custard Tart – What you have to eat in Lisbon!

Tuesday is the day of the week that I less enjoy. I don’t know why but I always need a special boost! So as I’m looking for the best Lisbon’s cream custard tart, today I’ve decided to continue this challenge (such a difficult job) and went to “Fábrica dos Patéis de Nata”.

IMG_2904

The cream custard tarts (called Pastéis de Nata) are one of the most popular specialties of Portuguese pastry. By the end of the 17th century, several convents and monasteries in Portugal produced a diverse range of pastries and desserts egg-based, by using the remains of egg whites used in washing clothes and wine production process.

IMG_2912

With the expulsion of the religious orders and the closing of many convents and monasteries after the Liberal Revolution of 1820, this recipe came out of convents and became an ex-libris of the Portuguese pastry. And today you can find “Fábrica dos Patéis de Nata” in several places in Lisbon. My favorite one is at “Restauradores”.

IMG_2909

This is just something you can’t miss in Lisbon!

Pastéis de Nata – O que não pode deixar de comer em Lisboa!

Terça-Feira é o dia da semana de que gosto menos. Não sei bem porquê mas é um daqueles dias em que preciso de uma motivação especial. E como estou na busca do melhor pastel de nata de Lisboa decidi continuar com este desafio (super difícil) e fui tomar o pequeno-almoço à “Fábrica dos Pastéis de Nata”.

IMG_2904

Os pastéis de nata são uma das mais populares especialidades da doçaria portuguesa. No final do século XVII vários conventos e mosteiros em Portugal produziram uma gama diversa de pastelaria e doçaria à base de ovo, utilizando as sobras das claras de ovo utilizadas na lavagem de roupas e no processo de produção de vinho.

IMG_2912

Com a expulsão das ordens religiosas e o encerramento de muitos conventos e mosteiros após a Revolução Liberal de 1820, esta receita saiu dos conventos e tornou-se um ex-libris da doçaria Portuguesa. Hoje pudemos encontrar a “Fábrica dos Pastéis de Belém” em vários locais de Lisboa. Confesso que a minha loja favorita é a dos “Restauradores”.

IMG_2909

Isto é uma experiência que não se pode perder em Lisboa!

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s